In ARTIGOS

Que a natureza brasileira é repleta de riquezas, nós já sabemos. Muitas delas, porém, ainda são pouco conhecidas, como é o caso de alguns tipos de frutas da Mata Atlântica, que têm sido chamadas de superfrutas, por sua capacidade de, além de servir de alimento, contribuir para que sejamos saudáveis.

São espécies raras, repletas de antioxidantes e com propriedades anti-inflamatórias. Seu principal efeito é evitar a formação dos radicais livres, retardando o envelhecimento e a morte das células. Nas inflamações, as substâncias presentes nas superfrutas evitam que um excesso de glóbulos brancos seja empregado para combater a origem da inflamação – anticorpos demais provocam mais estragos do que defendem o organismo.

Essas propriedades podem ser muito úteis na luta de doenças que resultam de processos inflamatórios, como o Mal de Alzheimer, arteriosclerose e diabete, entre outras.

Exemplos de superfrutas da Mata Atlântica

Uma das principais características das superfrutas é que elas são raras, isto é difíceis de achar. Por isso, não estranhe se nunca tiver ouvido falar de nenhuma delas. O araçá-piranga, por exemplo, é a campeã de ação anti-inflamatória, mas está ameaçada de extinção, portanto você não vai conseguir encontrar na feira esse fruto amarelado e bastante ácido.

Avermelhadas, a grumixama e a cereja-do-rio-grande bem que poderiam fazer parte daquela categoria de frutas vermelhas silvestres que chamamos de “berries”. Com gosto adocicado e moderadamente ácidas, elas são as que reúnem uma maior quantidade de antioxidantes, inclusive as antocianinas, que lhes conferem a cor vermelha.

A gabiroba-arbórea é outro destaque. Nela, a casca amarga abriga uma polpa doce e muito saborosa, que pode ser consumida em seu estado natural ou ser transformada em geleias e doces. As folhas de sua árvore, consumidas por meio de infusões, são eficazes no tratamento de doenças circulatórios, inclusive na redução do colesterol ruim.

Essas são apenas quatro exemplos de frutas da Mata Atlântica que têm superpoderes para ajudar a manter a nossa saúde. Agora que você já conhece a ação e as propriedades das superfrutas da Mata Atlântica, que tal compartilhar esse post nas suas redes para que seus amigos possam descobrir também?

Digite algum termo e pressione enter para pesquisar

X