In ARTIGOS

Pedalando é que se vai longe. Em uma cidade como São Paulo, conhecida por seu trânsito quase sempre caótico, a bicicleta é às vezes o veículo mais indicado para fugir dos engarrafamentos. Mas há rotas para quem deseja ir além da selva de pedra. Que tal viajar de bicicleta pelo interior paulista?

Há diversas rotas para quem deseja se aventurar sobre duas rodas e conhecer as paisagens das cidades vizinhas. O caminho das cicloviagens inclui atrações como cachoeiras e ótimas opções de locais para fazer refeições, dormir e descansar.

Rotas para viajar de bicicleta

  1. Caminho do Sol

Para os iniciantes do cicloturismo, o Caminho do Sol é um ótimo ponto de partida. Os roteiros são adaptáveis e podem ser feitos em três, quatro ou até cinco dias. Por isso, é também uma opção para quem quer se preparar para encarar percursos mais audaciosos.

Dependendo da quilometragem que se deseja percorrer, o roteiro passa por até 12 cidades do interior paulista: Santana do Parnaíba, Pirapora do Bom Jesus, Cabreúva, Piracicaba, Indaiatuba, Itú, Salto, Elias Fausto, Capivari, Mombuca, Saltinho e Águas de São Pedro.

  1. Aparecida

Aparecida é a terra sagrada da romaria, destacada no cenário turístico brasileiro como “Capital Mariana da Fé”. Considerada o maior centro de peregrinação religiosa da América Latina, a cidade também é destino de diversos roteiros turísticos feitos por bike.

Localizada no Vale da Paraíba, a cidade é cortada pela Via Dutra, uma das mais importantes rodovias do país. Saindo de Mogi das Cruzes, o trajeto até a cidade pode levar entre 140 e 250 km, em um percurso feito por pequenas estradas locais ou por rodovia. Entre os pontos turísticos da cidade, estão o Santuário Nacional (maior santuário mariano do mundo) e a Matriz Basílica (primeira igreja a abrigar a imagem de Nossa Senhora Aparecida, foi construída em 1745, em estilo barroco).

  1. Estrada do Sol

Essa rota é para os mais ousados. Logo no começo do caminho, os aventureiros precisam encarar as íngremes subidas. Porém, após percorrer cerca de um terço do trajeto, ele fica mais fácil e surgem bastante descidas e uma bela recompensa: a vista encantadora da Serra do Mar.

Essa rota também passa pelo Parque Estadual da Serra do Mar (acesso pela rodovia dos Tamoios, km 80, 6 km). A Estrada do Sol possui 75 km e vai de Salesópolis à estrada Rio-Santos, entre as cidades praianas de Caraguatatuba (+10 km) e São Joaquim (+17 km). É comum ver as bicicletas dominarem a pista e serem os únicos veículos da rota.

  1. Legados das Águas

As trilhas dos Legado das Águas são um verdadeiro presente para ciclistas. Para quem busca superação, vai encontrar um trajeto de nível intermediário de dificuldade com altimetria elevada e ritmo intenso para cobrir uma distância de 30 quilômetros.

Já quem busca mais interação com a natureza, vai encontrar cenários espetaculares, contato direto com animais e plantas e uma experiência única de contemplação da natureza.

Pedalar no Legado das Águas, é um programa que tem dia certo. Confira as datas em que a Reserva é aberta para essa atividade, com apoio de guias capacitados e suporte de um veículo com água e frutas para os ciclistas.

Se você costuma viajar de bicicleta, com certeza tem algum trajeto ou dica para compartilhar com os outros leitores. Deixe seu comentário sobre o tema neste post. Queremos conhecer suas experiências e impressões!

Digite algum termo e pressione enter para pesquisar

X